terça-feira, 11 de março de 2014

Quietas ruas

A calma de depois do carnaval...
Silêncio e já frio na fronteira...
Agora, os poetas do pampa,
Falecidos eternamente vivos,
Voltam calmamente para alegrar nossas quietas ruas
Que esperam pelo perfume gaúcho de lenha queimada que,
Felizmente, em breve voltará
Para completar esse abraço de amor...

Nenhum comentário: