segunda-feira, 19 de agosto de 2013

19 de agosto de 2013

A data de hoje é muito importante para mim, por dois motivos.
Há 10 anos, em 19 de agosto de 2003, Sérgio Vieira de Mello viveu seu martírio leigo em Bagdá, Iraque, vítima de um atentado contra a sede da ONU. Ele foi funcionário da Organização das Nações Unidas durante 34 anos e Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos desde 2002.

No título de seu livro sobre Sérgio, “O homem que queria salvar o mundo”, Samantha Power resume sua vida dedicada ao amor mundi. Participou de várias missões complexas, em regiões de graves conflitos. Viveu de forma leiga a parábola do Bom Samaritano, procurando cuidar das feridas desse mundo, agredido, assaltado aqui e ali. Um brasileiro, carioca, que admiro muito...

19 de agosto é também data do primeiro aniversário de minha decisão, tomada em 19 de agosto de 2012, motivada pela ajuda de amigos e amigas, de abandonar a crença política na força da violência e viver radicalmente o amor como método de busca da verdade e de realização da justiça, sobretudo, em situações de conflito. 
Nesse primeiro ano, algumas quedas, vários recomeços, mas em nenhum momento diminuiu a convicção de que se trata de uma decisão sábia, cuja sabedoria não veio de mim, mas da colaboração de amigos e amigas por meio dos quais a Sabedoria se revelou.

Nenhum comentário: